Primeiro Vice-Presidente da AR e os Desafios da Juventude Africana

0 1º Vice-Presidente da Assembleia da República (AR), António José Amélia, realçou que a magna Casa do Povo se orgulha por abraçar um desafio que enobrece os parlamentares e corresponde às suas responsabilidades na edificação da Nação moçambicana, “olhando a juventude como um actor incontornável do nosso desenvolvimento socioeconómico como País, mas também, como africanos”.

Dirigindo-se esta sexta-feira (14), em Maputo, aos participantes do Seminário Sobre a Juventude Africana e a Contribuição de Moçambique Para o Alcance das Metas do Continente Africano Mormente as Agendas 2030 E 2063, o 1º Vice-Presidente da AR sublinhou ter ficado ciente de que a partir deste evento seriam vertidas contribuições que influenciarão políticas governamentais para o empoderamento crescente da Juventude moçambicana.

Falando em representação da Presidente da Assembleia da República (PAR), Verónica Nataniel Macamo Dlhovo, Amélia acrescentou que “com esta reflexão atrevemo-nos a dizer que o Grupo Nacional Junto do Parlamento Pan-Africano cumpre uma das nobres tarefas desta Casa do Povo, ao aproximar o parlamento ao cidadão, neste caso a Juventude para que encontre formas de contribuir, com a sua energia e vitalidade, para o progresso do nosso belo País e, quiçá, o alcance das metas do Continente Africano, nomeadamente as Agendas estabelecidas”.

Segundo o 1º Vice-Presidente da AR, “neste sentido com espírito aberto, somos convidados a partilhar ideias e experiências dos actores aqui presentes como se fosse conversa em redor da fogueira, no espírito de Karingana wa karingana, para a materialização das metas das Agendas, nomeadamente os seus meios de implementação e parceria global; as aspirações para a África que queremos nas próximas décadas”.

Todavia, o 1º Vice-Presidente da AR chamou a atenção dos seus pares para, como parlamentares, estabelecerem a necessária ligação entre o Programa Quinquenal do Governo (2015/2019) e os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável de África.

“O exercício que aqui nos propomos e que é também agenda do nosso parlamento não deve ser em vão, mas sim chama-nos à consciência da necessidade contínua de reflectir sobre a Juventude, uma vez que o País é constituído maioritariamente por jovens”, disse Amélia, para quem um sinal visível foi a criação, na VII Legislatura, do Gabinete Parlamentar da Juventude.

O evento, que decorreu na Sala dos Grandes Actos do Parlamento, contou com intervenções da Chefe da Bancada Parlamentar da RENAMO, Maria Ivone Rensamo Bernardo Soares (1ª Vice-Presidente da Juventude Junto ao Parlamento Pan-Africano) e dos Deputados Maria Angelina Dique Enoque e Jaime Bessa Neto (Antigos Membros do Parlamento Pan-Africano), tendo-se debruçado, entre outros temas relevantes, sobre a Identificação dos Desafios para a Juventude Moçambicana no Contexto Africano.

SECRETARIADO GERAL


Estrutura Orgânica
Conselho Consultivo
UEEFO 

 


GRUPOS PARLAMENTARES

FRELIMO 
RENAMO
MDM

CÍRCULOS ELEITORAIS


Maputo Província
Maputo Cidade
Gaza
Inhambane
Manica
Sofala
Tete
Zambézia
Nampula
Niassa
Cabo Delgado
 

 

rize escort nevsehir escort
free porn videos
sikis
sakarya escort
sirinevler escort beylikduzu escort atakoy escort sisli escort atakoy escort sisli escort sirinevler escort beylikduzu escort halkali escort halkali escort

antalya escort

atakoy escort
evden eve nakliyat
antalya escort
bursa escort bayan izmir escort bayan