Smaller Default Larger

PAR defende AP-CPLP como organização que traz vantagens mútuas

A Presidente da Assembleia da República (PAR) de Moçambique, Verónica Nataniel Macamo Dlhovo, defendeu que a Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (AP-CPLP) não deve ser apenas uma organização, mas sim, uma estrutura que traz vantagens concretas na vida dos seus povos.

A PAR, que falava quinta-feira última, dia 10, a jornalistas, na capital cabo-verdiana, Praia, no âmbito da VIII AP-CPLP que decorre naquele país, explicou que esta organização deve defender os interesses dos seus povos.

Ainda nesta quinta-feira, os presidentes dos Parlamentos da AP-CPLP decidiram, durante uma reunião havida à margem da VIII AP-CPLP, que Angola vai acolher o próximo evento e a presidência desta organização, actualmente, passa a ser dirigida por Cabo-Verde, cuja passagem de testemunho vai acontecer, esta sexta-feira, 11 de Janeiro, último dia do evento.

Entretanto, respondendo a uma questão colocada pelos jornalistas sobre a detenção do deputado da Assembleia da República, Manuel Chang, na vizinha África do Sul, a PAR disse esperar que a legislação aplicável seja cumprida.

“Estamos a acompanhar e, em termos de objectivos, daquilo que gostaríamos que acontecesse, é que se cumprissem, escrupulosamente, as normas aplicáveis. Fundamentalmente isso, que se apliquem as normas aplicáveis, de forma escrupulosa” frisou a PAR.

Reagindo a outra pergunta de jornalistas, que tem a ver com a liberdade de imprensa, segundo a qual, a revista internacional “The Economist” escreveu que Moçambique é classificado como um regime autoritário, a PAR disse que “isso não constitui a verdade”.

A Presidente do Parlamento afirmou ainda que “a tal classificação só pode ter sido feita por pessoas que não conhecem a verdade que se vive em Moçambique”, tendo explicado que mesmo na Assembleia da República (AR) as sessões são abertas para a imprensa e para todos os cidadãos.

“Tínhamos em algum tempo problemas de vedar a imprensa quando se tratava de análise de petições que cidadãos remetem a AR, com intuito de proteger as pessoas envolvidas, mas agora já está ultrapassado esse problema, daí que digo que isso não é verdade”, vincou a PAR.

SECRETARIADO GERAL


Estrutura Orgânica
Conselho Consultivo
UEEFO 

 


BANCADAS  PARLAMENTARES

FRELIMO 
RENAMO
MDM

CÍRCULOS ELEITORAIS


Maputo Província
Maputo Cidade
Gaza
Inhambane
Manica
Sofala
Tete
Zambézia
Nampula
Niassa
Cabo Delgado
 

 

rize escort nevsehir escort
free porn videos
sikis
sakarya escort
sirinevler escort beylikduzu escort atakoy escort sisli escort atakoy escort sisli escort sirinevler escort beylikduzu escort halkali escort halkali escort

antalya escort

atakoy escort
evden eve nakliyat
antalya escort
bursa escort bayan izmir escort bayan