Em Mopeia Na Zambézia: Mais De 4 Mil Alunos Estudam Ao Relento

Segundo dados apresentados, esta segunda-feira, pelo Administrador do distrito de Mopeia, a sudoeste da província da Zambézia, Vidal Samuel Bila, falando ao grupo de deputados da Comissão de Administração Publica e Poder Local que se encontrava de visita de fiscalização aquele distrito, um total de 4.223 alunos da 1ª a 5ª classe, em 103 turmas, de um total de 39.757 inscritos de 1ª a 12ª classe estudam ao relento.

Esta situação deve-se, segundo o Administrador, à redução do rácio professor/aluno que, em 2016 era de 42 por professor, tendo- se feito um esforço para que neste ano, de 2017, passasse para 39 alunos professor, “o que, de certa forma, influiu na distribuição das turmas pelas diferentes zonas de influência pedagógica (ZIPs)”

“Estamos a trabalhar na sensibilização das comunidades para ver se conseguimos ultrapassar esta situação, que não é nada cómoda para os nossos alunos”, disse o Administrador, para quem outro constrangimento prende-se com a exiguidade de carteiras uma vez que, no presente exercício económico, ainda não foram adquiridas novas carteiras, esperando-se um total de 2000 a serem distribuídas pelas escolas.

Bila explicou aos deputados da Assembleia da República que foram feitas 45 carteiras das 50 planificadas no âmbito de noções de empreendedorismo na Escola Secundária Geral de Mopeia, “contudo ainda continuam exíguas para aquilo que é a demanda do Distrito“.
No que tange à área da saúde materno infantil, o administrador do distrito de Mopeia informou que, de um plano anual de assistência de 6.322 partos institucionais, foram, entretanto, assistidos, no período em análise, 3.291 partos institucionais, o que representa uma cobertura de 52,1 por cento contra 2,867 partos realizados em igual período de 2016, representando um crescimento de 14,8 por cento.

“De um plano de 14.406, foram atendidos 7.006 novas utentes na consulta de planeamento familiar com um grau de realização de 48,6 por cento contra 3.610 novas utentes atendidas no igual período de 2016, o que representa um avanço de 94 por cento”, explicou Bila, sublinhando que o único dado preocupante no distrito é de rastreamento do colo do útero e da mama, uma vez que das 35 mulheres, duas foram positivas para o cancro do colo de útero.

O Administrador disse que os serviços distritais de saúde então empenhados em palestras e campanhas de sensibilização para que mais mulheres adiram a este serviço com vista a se apurar ainda cedo a sua condição de saúde quanto, não só para o caso de HIV e SIDA, mas também para o caso de cancro de colo do útero e da mama.

Quanto ao programa de vacinação sobretudo com a Vitamina A, o Distrito conheceu números encorajadores, segundo revelou o Administrador tendo- se atingido uma cifra de suplementação acima de 100 por cento, “isto é, dos 6.777 esperados, foram atingidas 7.064 crianças, o que corresponde a uma cobertura de 104 por cento e um crescimento de 28 por cento quando comparado com o mesmo período de 2016, em qua foram suplementadas 5.522 crianças com vitamina A”.

A vista dos deputados ao distrito de Mopeia enquadra-se um périplo que a as comissões de trabalho realizam a nível do país no âmbito do programa de fiscalização do trabalho do executivo co vista a aferir o grau de implementação e cumprimento do Plano Económico e Social e da execução do Orçamento do Estado referente ao primeiro semestre de 2017, consoante as competências de cada comissão.

Para o caso da 4ª Comissão, a de Administração Pública e Poder Local o foco esta centrado ao funcionamento dos órgãos administrativos do Estado dentre os quais Governos provinciais, distritais e de Localidade, os municípios e as Assembleia municipais e provinciais bem como o funcionamento dos postos administrativos e as condições de trabalho dos funcionários e agentes do Estado.

Na reunião com o Governo do Distrito de Mopeia, os deputados ficaram a saber que o Distrito ainda ressente-se do problema da fraca adesão dos populares para o uso da tração animal, a insuficiência de celeiros melhorados do tipo Gorongosa, a fraca devolução do fundo desenvolvimento distrital bem como a demora no desembolso de fundos.

Os deputados desta comissão mostraram-se satisfeitos com o trabalho desenvolvido pelo distrito de Mopeia uma vez que vários programas desenhados estão a ser cumpridos, não obstante as dificuldades financeira a que os pais ainda se encontra mergulhado.

“No que à produção alimentar concerne, o nosso distrito alcançou 21.410.465,44 maticais de produção global do plano de 23.676.663,40 meticais o que corresponde a uma realização de 90, 4 por cento”, disse Bila, salientando que na área agrícola foram alcançados 273.299 toneladas de produtos diversos dos 301.890 planificados um crescimento em 4.7 por centos comparativamente à campanha agrícola 2015/2017

Bila explicou ainda que perfectiva sensibilizar a população do Distrito a criar reservas alimentares, a continuar a incrementar os índices de áreas lavradas e semeadas como forma de aumentar mais a produção e a produtividade, bem como prosseguir com a monitorização da produção agrícola e pesqueira.

O grupo de deputados, chefiado pelo respectivos Relator da 4ª Comissão, António Muchanga, visitou as infraestruturas criadas pelo Governo distrital com destaque para a procuradoria Distrital e as futuras instalações do Hospital provincial cujas obras ainda não tiveram início pelo facto de a empresa a qual se tinha adjudicado a obra ter feito apenas fundações, tendo depois desaparecido.

Ainda nesta segunda-feira, os deputados reuniram-se com funcionários públicos do Distrito, tendo o relator da Comissão vincado à necessidade de maior estudo da Legislação, Sobretudo a Constituição da República, o Estatuto Geral de Funcionários e Agentes do Estado, a Lei do Contencioso Administrativo, a Lei de Probidade Publica a lei do Direito a Informação.

“Todo o funcionário e agente do Estado tem obrigação de conhecer toda a legislação que rege o seu funcionamento, por isso exortamos a todos os funcionários aqui presentes para que em grupos sectoriais procedam ao estudo da legislação, não a geral, mas também a específica de cada sector”, disse o deputado Muchanga depois de explicar as motivações da visita daquela Comissão a este ponto da Província da Zambézia.

O Distrito de Mopeia conta actualmente com um total de 1.477 funcionários e agentes do estado dos quais 945 são do sexo feminino distribuídos pelos serviços de educação, Juventude e tecnologia, serviço distrital de Saúde, Mulher e Acção Social, Secretaria Distrital e serviços das Actividades Económicas, bem como do Planeamento e infraestruturas.

Refira-se que este grupo da 4ª Comissão está, nesta semana, na província da Zambézia, ido da Província de Tete e, na próxima semana, deverá escalar a província de Sofala no âmbito da fiscalização, para a qual conta com o apoio do projecto de subvenção assinado entre a Assembleia da Republica e a União Europeia e integra os deputados Sebastião da Costa Sebastião, Alberto Jumulate, Margarida Sebastião Mapanzene, Gonçalves Maceda, José Manuel de Sousa. Nesta terça-feira, o colectivo vai trabalhar em Luabo.

SECRETARIADO GERAL


Estrutura Orgânica 
Conselho Consultivo

 

GRUPOS PARLAMENTARES


FRELIMO 
RENAMO
MDM

CÍRCULOS ELEITORAIS


Maputo Província
Maputo Cidade
Gaza
Inhambane
Manica
Sofala
Tete
Zambézia
Nampula
Niassa
Cabo Delgado
 

 

instagram takipci satin al
rize escort nevsehir escort
free porn videos
league of legends rp sikis hikaye
sikis